Aria, a gatinha literária

Foi um dia frio de abril que eu nasci. Eu, minha irmã e meu irmão. Nós três éramos felizes com nossa mamãe, dentro de uma caixa quentinha, na varanda de … Continue lendo →





Uma gatinha realmente especial

Em um dia muito quente, achei um canto pra ficar quietinha. Estava tão desnutrida e fraca, que não percebi que era um local perigoso, no meio-fio de uma avenida, bem … Continue lendo →