A verdade do porquê os gatos ronronam

por que gatos ronronam

“Porque estão contentes”. Foi o que você ouviu e acreditou a vida toda, não é? Pois surpreenda-se: o ronronar é muito mais complexo do que isso, a ponto de vivermos lado a lado com gatos por pelo menos 9.500 anos e ainda não sabermos com certeza o que ele é. As teorias vão desde comunicação até, acredite, auto-cura.

É verdade que os gatos ronronam quando estão gostando do carinho no queixo ou do sachê de atum, só que eles também ronronam quando estão machucados e com dor. Um gato pode ronronar até quando está à beira da morte.

Além disso, as gatas ronronam quando estão dando a luz e cuidando dos bebês. O gatinho, inclusive, aprende a ronronar pouco depois de nascer – e essa vai ser sua principal forma de comunicação com a mãe.

E é por isso que é tão difícil entender o significado do ato – porque ele é observado em situações completamente opostas. Depois de quebrar a cabeça por anos, os cientistas e comportamentalistas chegaram a algumas teorias:

 

1 – Comunicação

O ronronar pode ser uma forma de dizer “estou aberto a receber atenção e contato de você”. Em outras palavras, o gato está lhe deixando tocá-lo e manipulá-lo. Isso explica porque eles ronronam quando querem carinho (“estou amigável, pode continuar”), quando estão com a mãe (“quero atenção”) e quando estão feridos (“aceito sua ajuda”).

 

2 – Forma de se acalmar

Como o ronronar é o primeiro som que os gatinhos ouvem, e ele é associado aos cuidados da mãe – um estímulo positivo, pode ser uma forma de o gato tentar se acalmar. Seria uma atitude para incitar o relaxamento, o jeito deles de “respirar fundo”. Pessoas respiram fundo quando querem meditar e atingir um nível de tranquilidade, mas também quando estão nervosas e precisam relaxar. Os cachorros fazem o mesmo com alguns calming signals como o bocejo. Então faz todo o sentido que os gatos também tenham um mecanismo para se acalmar.

 

3 – Auto-cura

Não é ficção científica, o ronronar realmente tem poderes de cura. As vibrações do “ronronron” estão entre 25 e 150 Hertz, uma frequência que comprovadamente ajuda a aumentar a densidade óssea, combater dispneia e fortalecer ou até regenerar tecidos. Isso explica não só o porquê de os gatos ronronarem, mas também o porquê de eles terem muito menos problemas ósseos, ligamentares, musculares e pós-operatórios do que os cães. E mais: o ronronar também traz esses benefícios para a pessoa (ou outro animal) que está em contato com o gato.

 

Por fim… a verdade mais aceita… é que o real motivo seja uma mistura dos três. Os gatos ronronam para se comunicar, acalmar e curar. Ou, pelo menos, é isso o que se pode deduzir com o pouquíssimo que conhecemos do mundo fantástico dos nossos amigos peludos.

 

Foto: Jasmine

4 Comentários

  • solange disse:

    adorei saber que eles tambem curam não só eles mas seus dono,sempre que estou nervosa ou triste eles vem perto e ficam se esfregando em minhas pernas e chagam a puxar com as patas minha mão ate eles como que dizendo estou aqui para te confortar ,eles são muito mais sensitiveis que qualquer outro animal!

  • alessandra disse:

    Parabéns pela matéria! Eu li uma outra publicação aqui no site a respeito da cor dos gatos, mas lá não estava mais aberto a comentários.Quero comentar uma coisa bem interessante que aconteceu em casa: minha gata teve 7 filhotes, acredita que dos 7 apenas um nasceu siamês e muito, mas muito peludo.
    Hoje ele é castrado e está um gato gigante, já chegou a pesar 6 kilos mas o coloquei numa dieta.

  • Camila disse:

    Adorei saber…… percebo pelas minhas gatinhas q o ronronar tem varios tipos…. e da pra perceber de qual é qual…. tipo com os diferentes latidos dos cachorros… e se acalma elas eu nao sei mais nao posso ouvilas ronronando que logo eu ja to zen e pegando no sono…. melhor canção de ninar da minha vida rs

  • MUITAS INFORMAÇÕES ,IMPORTANTES ADOREI..PARABÉNS…