Informações essenciais sobre o câncer de mama em pets

cancer-de-mama-cachorras-gatas

  • TEM PREVENÇÃO!
    A castração reduz drasticamente os riscos de câncer de mama, principalmente se for feita antes da puberdade (Cachorras: 6 meses, Gatas: 5 meses). Em cachorras castradas antes do primeiro cio o risco cai para 0,5% em comparação ao risco para as não castradas. Quando a castração é feita após o primeiro cio o risco já vai para 8% e dois cios, 26%.
  • É 3x mais frequente em cachorras e 1,5x em gatas do que em mulheres.
  • Pode aparecer em qualquer idade, mas o risco é maior a partir dos 10 anos.
    Pesquisas americanas preveem que 50% dos cães com mais de 10 anos morrerão de câncer, e 33% dos gatos.
  • 80 a 96% dos tumores de mama em gatas e 50% em cachorras são malignos.
    E os casos em gatas costumam ser bem mais graves e escalar mais rápido do que em cães.
  • O sobrepeso e a obesidade aumentam os riscos de desenvolver a doença.
    Portanto, mantenha seu pet em forma! Veja algumas dicas aqui.
  • Machos também são acometidos.
    Porém os casos são raros e normalmente o prognóstico é muito pior.
  • Começa com um ou mais caroços nas mamas.
    E eles aumentam com o tempo e podem causar perda de pelos, lambedura excessiva e infecções na região. Gatas em especial tendem a se lamber até formar úlceras e cheirar mal conforme o tumor causa necrose.
  • Animais acometidos tendem a comer menos e dormir mais.
    Podendo também perder peso. Atente para mudanças de hábito do seu pet!
  • Diagnóstico e tratamento
    São semelhantes para animais e humanos: detecção da massa (“caroço”), exames de sangue, raio-x, biópsia, remoção cirúrgica quando possível e quimioterapia. Quando o animal é idoso, os riscos da cirurgia podem ser maiores do que o da doença. Consulte sempre bons veterinários oncologistas antes de tomar qualquer decisão.
  • Mudanças na alimentação podem trazer benefícios durante o tratamento.
    E inclusive aumentar a sobrevida após o diagnóstico, mesmo que o tumor não possa ser removido cirurgicamente. Existem veterinários especialistas em nutrição (nutrólogos) que podem elaborar cardápios especiais.
  • O câncer é uma das principais causas de morte em animais domésticos.
    E os tumores nas mamas são o segundo tipo de câncer mais frequente em cães, ficando atrás apenas de câncers de pele. Em gatos, os mais comuns são os linfomas relacionados à leucemia felina (FeLV), para a qual existe a vacina V5; carcinoma oral (boca); e fibrosarcoma (tecidos musculares ou conectivos), que está associado a uma reação a injeções.

E não se esqueça de você! Informe-se também clicando aqui.

 

Foto: Sarah…

 

Comentários desativados.