O pai de todos os gatos domésticos

African Wildcat

Compreender a natureza dos gatos é fundamental para oferecemos aos nossos peludinhos o que eles realmente precisam para serem felizes. E conhecer seu ancestral é um ótimo ponto de partida, mas embora sejam muito parecidos com tigres e leões, eles são apenas seus “primos distantes.” O verdadeiro pai do gato doméstico é esse bonitinho da foto, o gato selvagem africano, que vive até hoje em regiões áridas da África.

Com o tamanho de um gato grande, ele parece um tigradinho doméstico esbelto. E, realmente, não são muito diferentes, principalmente em termos de hábitos e comportamento. Isso acontece porque apesar de ter se aproximado do homem há cerca de 10 mil anos atrás, eles nunca foram “domesticados” como foram outros animais, como os cães.

gato selvagem africano ancestral gato domestico

Os gatos selvagens africanos simplesmente decidiram viver perto de nós, aproveitando nossa proteção, nossos sofás, uma comidinha de graça no prato e, eventualmente, caçando alguns ratos. As principais diferenças entre eles e nossos gatos domésticos atuais são físicas, já que eles tiveram que se adaptar a climas diferentes e foram cruzados de forma selecionada para dar origem às diversas raças e pelagens – o gato selvagem africano é sempre tigrado em tons de cinza ou bege e tem pelos curtos.

african wildcat felis silvestris lybica domestic cat

No comportamento, são praticamente o mesmo mini-caçador. Assim como nossos pequenos, o gato selvagem é mais ativo em horários e dias escuros para se proteger dos predadores. Eles também marcam seu território arranhando e borrifando, preferem ficar em lugares altos ou escondidos como tocas e arbustos, tomam banho com a língua, são solitários mas podem formar grupos se a situação for favorável e adoram correr atrás de qualquer coisa que se mexa.

O gato selvagem africano, como seu gatinho doméstico se tiver oportunidade, come tudo que conseguir caçar: desde roedores e pássaros até lagartos e insetos. Pois é, para o seu gato uma mosca é uma refeição deliciosa! Mas, ao contrário dos nossos pequenos, seus ancestrais selvagens raramente precisam beber água e conseguem sobreviver só com os fluídos de suas presas. Eles também aguentam temperaturas de até 52 °C sem se incomodar, enquanto um persa ou um maine coon já estariam esparramados no piso frio da cozinha para se refrescar.

Se quiser ver como é um gato selvagem africano em seu habitat natural, dá um play no vídeo abaixo. Quem sabe não rola uma inspiração para enriquecer o ambiente do seu próprio gato?

 

Fotos: Marting Heigan e Daniele Colombo

Comentários desativados.