“Ainda sou um gato!”: série de fotos emocionante retrata gatos especiais

A fotógrafa polonesa Monika Malek conta que enche os olhos de lágrima quando lê histórias de adoção de gatinhos especiais, cegos, sem uma perninha, com FIV ou FeLV. Mas ela também percebeu que não devia ser assim: “Adoraria que meu primeiro pensamento não fosse ‘tadinho, ele não tem uma perninha, deve ser tão difícil’, mas sim ‘haha, que gato fofo e incrível, ele deve ter uma boa vida’.”

Baseado nessa ideia ela criou a série de fotos I Am Still A Cat (Ainda sou um gato), para mostrar que sem perna, sem visão, doentes, eles continuam sendo gatos e fazendo coisas de gato. A descrição do álbum fala por si só:

Para você, o que faz um gato ser um gato? Qual é o aspecto mais felino em seus pets ronronentos? O ronronar? O banho lento, preguiçoso? Miau? Se lamber depois de comer? Roubar roupas da máquina de lavar? Derrubar coisas da mesa? Sentar em papeis? Observar pela janela? Sentar em lugares estranhos e pequenos demais? Dormir em poses retorcidas? Fazer caras engraçadas depois de cheirar algo? Expandir as pupilas, apenas um momento antes de se lançar em algo? Pular e girar no ar? O que é gato nos gatos? O que diz que gatos são gatos? E quando eles deixam de ser gatos?

Sou o Marcel. Tenho 8 anos. Tenho leucemia, mas ainda sou um gato.

Sou o Marcel. Tenho 8 anos. Tenho leucemia, mas ainda sou um gato.

Sou a Honda. Tenho 8 anos. Mal posso enxergar, mas ainda sou uma gata.

Sou a Honda. Tenho 8 anos. Mal posso enxergar, mas ainda sou uma gata.

Sou Habibi. Tenho dez anos. Não tenho um olho nem as orelhas, mas ainda sou um gato.

Sou Habibi. Tenho dez anos. Não tenho um olho nem as orelhas, mas ainda sou um gato.

Sou o Bosman. Tenho 12 anos. Não tenho um olhinho e sou diabético, mas ainda sou um gato.

Sou o Bosman. Tenho 12 anos. Não tenho um olhinho e sou diabético, mas ainda sou um gato.

Sou Klecsia. Tenho três meses de idade. Uma das minha patinhas é paralisada, mas ainda sou uma gata.

Sou Klecsia. Tenho três meses de idade. Uma das minha patinhas é paralisada, mas ainda sou uma gata.

Sou Klocia. Tenho 7 anos. Minhas patas de trás são paralizadas, mas ainda sou um gato.

Sou Klocia. Tenho 7 anos. Minhas patas de trás são paralizadas, mas ainda sou um gato.

Sou Kiejstut. Tenho um ano de idade. Não tenho olhos, mas ainda sou um gato.

Sou Kiejstut. Tenho um ano de idade. Não tenho olhos, mas ainda sou um gato.

Sou a Zuzia. Tenho dois anos e meio. Não tenho olhos, mas ainda sou uma gata.

Sou a Zuzia. Tenho dois anos e meio. Não tenho olhos, mas ainda sou uma gata.

Sou a Keiko. Tenho dois anos e meio. Não tenho uma perninha, mas ainda sou uma gata.

Sou a Keiko. Tenho dois anos e meio. Não tenho uma perninha, mas ainda sou uma gata.

Sou a Kiara. Tenho 9 anos. Tenho leucemia, mas ainda sou uma gata.

Sou a Kiara. Tenho 9 anos. Tenho leucemia, mas ainda sou uma gata.

Sou Cmyk. Tenho cinco anos. Não posso ouvir, mas ainda sou um gato.

Sou Cmyk. Tenho cinco anos. Não posso ouvir, mas ainda sou um gato.

Sou o Rufus. Tenho um ano de idade. Não tenho o rabinho, mas ainda sou um gato.

Sou o Rufus. Tenho um ano de idade. Não tenho o rabinho, mas ainda sou um gato.

Sou o Szafir. Tenho dois anos. Não tenho um olho mas ainda sou um gato.

Sou o Szafir. Tenho dois anos. Não tenho um olho mas ainda sou um gato.

Sou Amber. Tenho um anos e dois meses de idade. Não tenho um olho, mas ainda sou uma gata.

Sou Amber. Tenho um anos e dois meses de idade. Não tenho um olho, mas ainda sou uma gata.

Sou o Simba. Tenho um ano e meio. Não tenho uma patinha, mas ainda sou um gato.

Sou o Simba. Tenho um ano e meio. Não tenho uma patinha, mas ainda sou um gato.

Todas as fotos são da Monika Malek. E tem muito mais no album dela, aqui.
E ela merece uma super curtida na página dela por este projeto maravilhoso. Clica aqui!

Comentários desativados.