Da dor, para o amor!

Mel-Priscila-historias-de-adocao-gatos

Minha família sempre ensinou a cuidar e amar os animais, priorizando os que são diariamente abandonados e maltratados.

Numa manhã fria de 2011, minha irmã me ligou as 7:00 da manhã me dizendo para dar uma olhada em um gatinho que estava por ali chorando MUITO.

Procurei, chamei, olhei, não ouvi e nem encontrei nada… Fustrada eu voltei pra casa.

Após tomar o café e sair para caminhada matinal, ouvi um choro desesperado como se estivesse implorando por ajuda. E então eu a vi!

Tão magra, tão pequena e com tanto medo. Ao perceber que eu queria ajudá-la, mal me deixava andar de tão carente! Sempre que a via, alimentava e dava abrigo na minha garagem, como a casa não era minha, não podia adotar de cara!

Os choros eram constantes até percebermos o pavor e a forma horrorizada que olhava para utensílios domésticos como vassoura e rodo e até percebemos que ela estava mancando.

No veterinário as radiografias revelaram seu fêmur fraturado, tivemos a certeza então de que além de ter sido abandonada, ela tinha sido brutalmente espancada!

Hoje, saudável, ela ainda carrega o trauma das crueldades que sofreu quando era tão pequena.

Porém agora, após 6 anos, a Mel é AMADA, respeitada e tida como um membro da nossa família, sempre esbanjando muuuuuuito amor e gratidão, não existem palavras para dizer o quanto a amamos! ❤


Priscila Freire, paulista, 24 anos, é apaixonada por animais e humana de duas gatinhas Mel e Lady, os amores de sua vida!

 

#AmorAoPrimeiroRonron é uma sessão de histórias enviadas pelos leitores para incentivar a adoção e amor pelos miaus. Quer compartilhar sua história também? Clique aqui!

Comentários desativados.