Morador de rua vende limões para alimentar gatos abandonados

homem vende limoes gatos abandonados morador de rua

Em um mundo com tantas notícias ruins e pedidos de ajuda, às vezes parece que estamos de mãos atadas para agir. Mas um morador de rua da Tailândia está mostrando ao mundo que não importa a situação, sempre podemos fazer algo.

Loong Dum, como ficou conhecido, vende limões na estação de trem Mo Chit BTS, em Bangkok, para comprar comida para os gatos abandonados que vivem na região. Ele recebe os limões de uma pessoa que não cobra nada por eles e vende na estação, segurando um cartaz que diz “20 bahts por saco, a renda é usada para alimentar gatos de rua”.

Loong Dum cuida dos gatos todos os dias, mesmo que isso signifique que ele não terá dinheiro para comprar comida para si mesmo. Os gatos sempre comem antes, e ele diz: “Eu posso ficar bem pulando algumas refeições, mas os gatos precisam comer”.

Sua história está correndo o mundo depois que uma mulher, Warunya Wattanasupachoke, ficou encantada com a boa ação quando foi comprar limões e postou a notícia na internet. Depois disso, mais pessoas se mobilizaram a ajudar e ele começou a receber doações para os gatos, ao que reage com um sorriso contagiante e pulos de alegria.

homem-vende-limoes-gatos-abandonados-morador-de-rua-fazer-o-bem

Voluntários também levaram ele para um corte de cabelo e estão postando notícias suas em uma página no Facebook, a Amante dos Gatos Loong Dum (em tailandês). Mas mesmo com toda a fama, Loong Dum, agora de barba cortada, continua vendendo limões e mostrando dia após dia que, com determinação e boa vontade, qualquer um pode fazer o bem, em qualquer situação, e mudar um pedacinho do mundo.

homem vende limoes gatos abandonados morador de rua 2

homem vende limoes gatos abandonados morador de rua tailandia gatinhos homem vende limoes gatos abandonados morador de rua tailandia

homem vende limoes gatos abandonados morador de rua coracao

Com informações da Coconuts Bangkok e fotos da página sobre Loong no Facebook.

Comentários desativados.