Aria, a gatinha literária

aria

Foi um dia frio de abril que eu nasci. Eu, minha irmã e meu irmão. Nós três éramos felizes com nossa mamãe, dentro de uma caixa quentinha, na varanda de uma casa. Mas em uma madrugada perdemos nossa mãe para uma matilha de cachorros. Foi muito triste.

O humano da casa até tentou cuidar da gente, mas como não ficava muito tempo em casa, estava procurando alguém que pudesse nos adotar e amar. Então um belo dia, fomos levados para um lugar diferente. Eu mal conseguia enxergar (recém tinha aberto os olhinhos) e estranhei muito nossa nova residência.

Nossa nova mamãe foi paciente e fez seu papel muito bem. Dava-nos leite quentinho, ajudava-nos a ir ao banheirinho (e sei que não foi nada agradável até aprendermos a usar a caixinha de areia), fazia muito carinho e deixava bolsas de água quentinhas enquanto ela não estava.

Quando cresci e comecei a explorar a casa, descobri o meu cantinho favorito: as estantes de livros. Adoro passear entre as folhas, cheirar e, claro, dormir atrás e me esconder. Virei a guardiã da biblioteca particular da minha humana!

Outra coisa que passei a gostar foi ficar no colo da minha mãe, aproveitando para ler junto com ela. Daí nasceu meu apelido de gata letrada.

aria 2

Minha mãe ficou tão fascinada por isso, que acabou tendo uma grande ideia: criar um site de resenhas onde nós, os felinos, podemos conversar sobre as obras também! E deu um nome muito especial: Gato Letrado. Quem diria, já ouviu falar de algum gato que é redator?

Hoje meu trabalho é, além de ler livros e fazer companhia, ficar em poses lindas para aparecer no Instagram. Adoro meu trabalho!


Kymhy Mattjie é a humana de 7 lindos felinos, tem 23 anos, adora livros e hoje é a redatora do site Gato Letrado, onde ela e seus companheiros falam sobre literatura, vida e, claro, do mundo felino!

 

#AmorAoPrimeiroRonron é uma sessão de histórias enviadas pelos leitores para incentivar a adoção e amor pelos miaus. Quer compartilhar sua história também? Clique aqui!

Comentários desativados.