Dicas para levar seu gato ao veterinário

Consultas de rotina são essenciais para manter a saúde de seu gatinho. Entretanto, a visita ao veterinário pode ser muito estressante para ele. E os problemas começam antes mesmo de vocês saírem de casa. Colocar o gato na caixa de transporte da maneira errada pode piorar o processo todo, então minimizar o stress nesse momento facilita toda a visita ao veterinário.

vet

Aqui estão algumas dicas para tornar a caixa de transporte menos assustadora e diminuir a ansiedade da consulta:

Entenda o comportamento do seu gato

Andar de carro, esperar na clínica e ser manuseado por pessoas estranhas são situações estressantes para a maioria dos gatos. Eles são animais muito territoriais, então tirá-los de seu ambiente pode ser muito assustador.

Fique calmo

Os gatos sentem nossas emoções. Quanto mais calmo você estiver, mais calmo seu gato estará.

Recompense o bom comportamento

Gatos não respondem a punições nem força. Em vez de gritar quando seu gato está se comportando mal, dê petiscos quando ele se comporta bem. Por exemplo, se ele está calmo e deixa o veterinário examiná-lo, dê algo que ele gosta, como petisco, brinquedos e atenção. Seja persistente e recompense todas as vezes, para que ele associe bem.

Acostume o gato à caixa de transporte

Ajude-o a perder o medo em momentos de menos stress. Uma boa maneira de fazer isso é tornar a caixa de transporte mais convidativa, assim o gato ira entrar nela voluntariamente. Deixe-a por vários dias em algum lugar que ele gosta de ficar com uma coberta dentro que tenha o cheiro dele. Coloque ocasionalmente brinquedos e petiscos dentro dela, convidando-o a entrar. Pode levar um tempo para ele se acostumar, então tenha paciência e recompense sempre a coragem do seu pequeno.

Não force o gato a entrar na caixa

Se você precisa levá-lo imediatamente ao veterinário, e ele tem medo da caixa de transporte, não force-o a entrar.

Tente espirrar ferormônios como Feliway na caixa 30 minutos antes de sair. Então coloque-a num cômodo pequeno com poucos esconderijos, traga o gato e feche a porta. Incentive-o cada vez mais para perto da caixa usando brinquedos e petiscos.

Faça tudo possível para que ele entre voluntariamente ou guiado de maneira gentil. Se mesmo assim ele não quiser entrar, coloque-o gentilmente dentro dela, de preferência por cima, mesmo que isso signifique desmontar a caixa.

Fonte: RestonNow

 

5 Comentários

  • glaucia disse:

    Gostaria de uma dica, tenho uma gata de 8 anos, e esta me dando o maior trabalho pois não aceita os outros gatinhos ataca todos , o que posso fazer? Ela vive dentro de casa e os outros no quintal, tem algo que possa fazer? Obrigado

    • =^.^= disse:

      Tem sim, Glaucia! Tem todo um processo para reapresentá-los, vamos postar uma matéria sobre isso, acredito que será na semana que vem (segue o nosso face que postamos lá as novas matérias). Mas por enquanto, não força o contato. A fêmea sente que os outros são uma ameaça ao espacinho dela, então ela precisa aprender a associá-los com alguma coisa boa (comida, petiscos). Para fazer isso, começa fazendo ela associar o cheiro: você pode esfregar umas toalhinhas (ou umas meias -limpas) nas costas e nas bochechas dos outros gatos e deixar em algum lugar que ela possa cheirar. É melhor ainda se você conseguir fazer ela comer petiscos do lado da meia, várias vezes ao dia, por várias semanas. Depois pode posicionar o prato de comida dela de forma que ela coma olhando para eles (por uma porta de vidro, a tela da janela…), ela só precisa vê-los enquanto come, não precisa estar muito perto ou ela pode se sentir ameaçada. Além disso é importante ela se sentir segura no ambiente, ela precisa ter lugares altos para fugir dos “invasores” e observá-los de cima. Quando finalmente for colocá-los no mesmo cômodo (um cômodo mais neutro possível, sem cheiro nem dela nem deles), dê muitos petiscos para todos, principalmente para ela. O restante das dicas ficam para matéria, são muitas coisinhas :)

  • Maria Gurgel disse:

    Gostei imenso das dicas,aprendi muito,pois adotei há pouco tempo uma gatinha de rua que tem verdadeiro pavor das transportadora! Vou por em pratica os vossos ensinamentos. Muito obrigada :)

  • Amei essas dicas faço quase igual mais aprendi dicas importantes pois tenho duas gatas muito amigas e companheiras até na praia levo elas sempre tomou banho sem problemas depois o agrado

  • lisa disse:

    É difícil demais levar os bichanos no vet. As minhas detestam a caixa de transporte e me arranham inteira. Uma delas sempre faz o número 2 dentro da caixinha quando anda de carro, de tão assustada que fica. Essas dicas são boas, mas é necessário muita paciência. Abs