Olhos de caçador: como os gatos vêem?

O artista Nickolay Lamm consultou três especialistas para criar representações hipotéticas de como os gatos vêem o mundo em comparação às pessoas. A maior diferença entre a visão humana e a visão felina está na retina, uma camada de tecido fino no fundo do olho que contém células chamadas fotorreceptores. Essas células convertem raios de luz em sinais elétricos, que são processados por nervos óticos, enviados para o cérebro e traduzidos nas imagens que vemos.

Os dois tipos conhecidos de fotorreceptores são cones e bastonetes. Os bastonetes são responsáveis pela visão noturna e periférica, eles detectam a luz e tons de cinza. Os cones são responsáveis pela visão diurna e percepção de cor.

Gatos (e cães) têm uma concentração maior de bastonetes do que de cones, enquanto os humanos têm o oposto. Isso indica que nós não podemos enxergar tanto quanto eles a noite, mas percebemos melhor as cores.

As imagens abaixo comparam a visão humana (topo) com a visão felina.

Campo visual- Isso se refere à área visível quando o olho está focado em um ponto, incluindo o que está logo à frente assim como o que está acima, abaixo e dos lados. Os gatos tem um campo visual maior de 200° comparado aos 180° humanos.

Campo visual- Isso se refere à área visível quando o olho está focado em um ponto, incluindo o que está logo à frente assim como o que está acima, abaixo e dos lados. Os gatos tem um campo visual maior de 200° comparado aos 180° humanos.

nitidezvisaogatos

Acuidade visual – É a nitidez e clareza da visão. Um humano comum tem uma acuidade visual de 20/20. Os gatos tem entre 20/100 e 20/200, o que significa que eles precisam estar a 20 metros para ver o que um humano comum vê a 100 ou 200 metros. É por isso que a visão deles parece tão embaçada.

Cores – É um erro comum achar que os gatos não vêem cores. Os humanos são tricomatas, o que significa que temos três tipos de cones que percebem o vermelho, o verde e o azul. Os gatos também são tricomatas, mas não como os humanos. A visão deles é parecida com a de um daltônico, eles vêm sombras de azul e verde, mas o vermelho e o rosa se misturam e podem se parecer com o verde, enquanto o roxo fica mais azul.

Cores – É um erro comum achar que os gatos não vêem cores. Os humanos são tricomatas, o que significa que temos três tipos de cones que percebem o vermelho, o verde e o azul. Os gatos também são tricomatas, mas não como os humanos. A visão deles é parecida com a de um daltônico, eles vêm sombras de azul e verde, mas o vermelho e o rosa se misturam e podem se parecer com o verde, enquanto o roxo fica mais azul.

Saturação - Os gatos também não vêem as cores com a mesma saturação que a gente.

Saturação – Os gatos também não vêem as cores com a mesma saturação que a gente.

Distância – Os gatos têm uma visão míope, o que significa que eles não conseguem distinguir objetos que estão longe mas são melhores com objetos que estão perto. Essa habilidade é excelente para caçar e capturar a presa.

Distância – Os gatos têm uma visão míope, o que significa que eles não conseguem distinguir objetos que estão longe mas são melhores com objetos que estão perto. Essa habilidade é excelente para caçar e capturar a presa.

Visão noturna – Os gatos podem não ver em riqueza de detalhes e cores, mas têm uma habilidade superior para enxergar no escuro por causa do número alto de bastonetes em sua retina. Como resultado, eles podem enxergar super bem com apenas 1/6 da quantidade mínima de luz que nós precisamos.

Visão noturna – Os gatos podem não ver em riqueza de detalhes e cores, mas têm uma habilidade superior para enxergar no escuro por causa do número alto de bastonetes em sua retina. Como resultado, eles podem enxergar super bem com apenas 1/6 da quantidade mínima de luz que nós precisamos.

Tapetum – Além de mais bastonetes, os gatos têm uma estrutura atrás da retina chamada tapetum, que melhora ainda mais a visão noturna. As células do tapetum funcionam como um espelho, refletindo a luz que passa pelos bastonetes e cones de volta para os fotorreceptores, dando a eles outra oportunidade para captar quantidades ínfimas de luz. É por isso que o olho dos gatos brilha no escuro.

Tapetum – Além de mais bastonetes, os gatos têm uma estrutura atrás da retina chamada tapetum, que melhora ainda mais a visão noturna. As células do tapetum funcionam como um espelho, refletindo a luz que passa pelos bastonetes e cones de volta para os fotorreceptores, dando a eles outra oportunidade para captar quantidades ínfimas de luz. É por isso que o olho dos gatos brilha no escuro.

Nickolay Lamm consultou Kerry L. Ketring, da All Animal Eye Clinic, Dr. DJ Haeussler do The Animal Eye Institute, e o grupo oftamológico da Penn Vet para esse projeto.

Fonte: Business Insider

2 Comentários

  • Eu achava que gatos podiam ver bem a grandes distâncias justamente porque a visão dele é adaptada para a caça. Então o que exatamente faz com que a visão deles seja melhor que a nossa a curtas distâncias?

    Parabéns pelo blog. =)

    • GatinhoBranco disse:

      Eles conseguem perceber a caça mesmo que esteja longe, porque a visão deles é adaptada para captar movimentos, por isso eles veem uma mosca voando antes de nós, e por isso eles têm dificuldade para ver o petisco parado mesmo que na frente do focinho deles. Miaubrigada pelo elogio :D