Canídeos usam os olhos para se comunicar

eyes

Não é segredo nenhum que lobos, raposas e cachorros são animais de alto convívio social. Mas por trás do rabos abanando, patadas e rosnados, os canídeos tem mais uma maneira de se comunicar. Uma nova pesquisa mostra que é muito possível que os cães e seus parentes possam sinalizar mensagens com os olhos.

Um grupo de pesquisadores japoneses estudou fotografias de quase todas as espécies canídeas conhecidas e descobriu que aqueles que vivem em matilhas e caçam em grupo são os que têm os olhos mais destacados. Então eles observaram lobos interagindo e concluíram que as espécies com olhos mais fáceis de distinguir eram as mais sociais. Os resultados foram publicados no PLoS One em 11 de junho.

“O que esse estudo mostra é que existe uma relação entre as marcas da face e a necessidade de comunicação”, disse a zoologista Patrícia McConnell da Universidade de Winsconsin-Madison, estudiosa do comportamento canino e que não estava envolvida na pesquisa.
Os cientistas classificaram 25 espécies canídeas em três grupos de acordo com suas feições e cruzaram dados com pesquisas anteriores para caracterizar o comportamento social de cada grupo.

grafico

O Grupo A tinha espécies com a íris mais contrastante em relação à pupila e ao pêlo em volta dos olhos. Esses animais, como o lobo cinzento, o coiote e o chacal dourado, são mais propensos a viver em grupos sociais e caçam em matilha.

No grupo B estavam as espécies onde as marcas nos pêlos do rosto indicavam a posição dos olhos, mas as pupilas não são visíveis, como no lobo-guará, o dingo e a raposa do deserto. Esses animais tendem a uma vida solitária ou em duplas, e caçam sozinhos.

Os canídeos do grupo C têm os olhos camuflados, sem marcas ao redor. Esse grupo é formado pelas espécies caninas mais primitivas, como o cachorro-vinagre, o cão-guaxinim e o cachorro selvagem africano, que tendem a viver em matilhas, mas caçam sozinhos.

Uma espécie de cada grupo foi observada pelo estudo: lobos cinzentos (A), raposas do deserto (B) e cachorros vinagre (C). As três mantinham contato visual, mas os lobos mantinham o olhar fixo um para o outro por mais tempo. Eles também têm o dobro de posturas para chamar para uma brincadeira do que as outras duas espécies.

Se comunicar através do olhar é bastante comum no reino animal, e os humanos são um bom exemplo. Os cientistas acreditam que nós temos essa parte branca nos olhos para que as outras pessoas possam saber para onde estamos olhando. Se alguns caninos também se comunicam com os olhos, faz sentido que tenham a íris e a pupila bem contrastantes.

McConnell diz que os canídeos são extremamente comunicativos, mas nós ainda não compreendemos todos os métodos de linguagem que eles usam. “Você pode dizer com toda certeza que o corpo inteiro de um canídeo é uma fonte de informações”, ela disse.

Esse estudo, apesar de mostrar uma conexão com os olhos e a sociabilidade, ainda não é conclusivo. McConnell diz que o campo de estudo do comportamento canino está com grande defasagem de estudiosos (e aí, que tal investir na área?).

Fonte: Wired

Você sabia? O termo canídeo se refere a todos os animais da família canídea, ou seja, lobos, raposas, dingos, cachorros. O termo canino se refere exclusivamente aos nossos parceiros domésticos, os cães.

Comentários desativados.