Como limpar as orelhas do pet – e porque isso é tão importante

7267812790_82b5528455_k

Não importa o quanto seu amigão seja limpinho, ele não consegue limpar dentro das próprias orelhas. Nem os gatos conseguem. Isso significa que eles, felinos e caninos, precisam que você faça isso por eles. Sem limpezas regulares, as orelhinhas podem acumular cera e o pet pega uma otite, ácaros, fungos ou até larvas.

Como esses problemas causam muita dor ao animal, e podem ser bem perigosos, preste atenção aos sinais de infecção: chacoalhar a cabeça com frequência, coçar demais, cheiro ruim, secreções marrons, potinhos pretos na secreção, perda de equilíbrio, casquinhas dentro ou ao redor da orelha. Se observar algum desses sinais, veterinário já! Os ouvidos são muito sensíveis e seu amigo pode acabar surdo, ou pior.

Se estiver tudo ok, para gatos e cães de orelha em pé, você pode limpar a cada 15 – 30 dias. Cães com orelhas caídas precisam de atenção semanal, já que o ouvido fica meio abafado e é mais propenso a desenvolver otite. Quando o animal toma banho em pet shop, é fácil manter a higiene – só pedir para o banhista limpar (mas peça mesmo, nem toda pet shop vai limpar se você não insistir).

Agora, para fazer a limpeza em casa, o mais fácil, rápido e seguro é usar a solução industrializada. Pingue uma gotinha dentro de cada orelha (ou mais, leia o rótulo) e massageie a região. Depois disso retire excesso de sujeira com uma bolota bem grande e fofa de algodão. E cuidado: nunca, nunca, nunca enfie um cotonete na orelha do seu animalzinho. Você pode perfurar o tímpano dele!

O gel para limpeza costuma ser menos eficaz do que a solução, pois a maioria dos gels deve ser usada só na parte externa da orelha (para tirar a sujeira de cera dos pelos). Seu veterinário ou a atendente da pet saberá indicar o produto certo. Se preferir alguma coisa mais natural, você pode usar água oxigenada (peróxido de hidrogênio) ou óleos minerais, mas nada de soro fisiológico nem água – que podem deixar a orelha úmida e piorar a situação

Por fim, não limpe mais do que o necessário. Afinal, a cera do ouvido tem sua utilidade também, e químicos em excesso fazem mal para todo mundo. Se o algodão estiver saindo sempre limpinho, diminua a frequência da limpeza. Se estiver saindo sempre muito sujo, pode ser preciso consultar o vet para ter certeza de que não tem nada errado.

 

Foto:  Grant Hutchinson

1 Comentário

  • Sybylla disse:

    As orelhas do meu cachorrinho, um maltês eu consigo limpar. Mas dos gatos… tenho que chamar a Força Nacional, o BOPE e os Bombeiros. É um sufoco!