Dez sinais precoces do câncer em cães

1

Câncer é o nome dado a todo crescimento descontrolado de células no corpo. Pode ser um problema localizado, ou invadir tecidos vizinhos e se espalhar pelo organismo. Essa doença séria pode acometer os animais de estimação, e os riscos aumentam com a idade. Os cães desenvolvem câncer na mesma proporção que as pessoas, e é a causa da morte de mais da metade dos pets idosos.

 

Quão comum é o câncer em cães?

Linfomas malignos (um tumor nos nódulos linfáticos), câncer de pele (como tumor nos mastócitos), ou câncer de mamas (também chamado tumor nas glândulas mamárias) são bastante comuns em cães com mais de 10 anos. Até sarcomas e câncer nos ossos podem aparecer. Novas estimativas dizem que o câncer mata 1 entre 5 cães atualmente.

 

Sintomas mais comuns

  1. Anomalias e inchaços que continuam crescendo
  2. Feridas que nunca cicatrizam
  3. Perda de apetite
  4. Perda de peso
  5. Sangramento e hemorragia de qualquer abertura no corpo
  6. Odor forte
  7. Dificuldade para comer ou engolir
  8. Perda de energia ou hesitação antes do exercício
  9. Rigidez contínua ou ficar mancando sem motivo aparente
  10. Dificuldade para respirar, urinar e defecar

 

Como prevenir o câncer

Infelizmente, a causa para a maioria dos tumores caninos é desconhecida, tornando difícil a prevenção. Entretanto, algumas medidas ajudam a prevenir determinados tipos de câncer:

Castração. A melhor coisa que você pode fazer para proteger seu cachorro de doenças é castrá-lo, machos e fêmeas. A cirurgia feita antes da puberdade e do primeiro cio reduz as chances de câncer de mamas devido à influência hormonal.

Alimentação apropriada. Não é coincidência que a predominância de câncer em cães cresceu com a popularização das rações industrializadas. Escolha rações Premium, de alta qualidade.

Evite exposição a poluentes. Câncer não é uma doença que seu cachorro “pega”, na verdade é algo que cresce dentro do corpo dele. Você pode evitar colocar o organismo dele sob stress limitando sua exposição à fumaça de cigarro, produtos químicos e produtos de limpeza perigosos (como cloro).

Boa higiene oral. Isso ajuda a reduzir os riscos de câncer na boca. Se for comprar um cachorro de raça (que na maioria são mais propensos a doenças), pesquise sua linhagem para saber quais os tipos de câncer mais comuns na família.

Diagnóstico e tratamento. De uma forma geral, a prevenção do câncer é difícil já que não se sabe a causa da doença. Isso significa que é necessário prestar muita atenção aos sintomas para começar o tratamento o mais cedo possível e evitar a propagação do tumor. Visitas frequentes ao veterinário e exames de sangue ajudam a detectar o câncer mais cedo. Em muitos casos, quando os sintomas já são aparentes, o câncer é difícil de tratar.

 

Meu cachorro vai morrer se tiver câncer?

Não necessariamente. Na verdade, a maior parte dos tipos de câncer caninos podem ser tratados cirurgicamente. A maioria dos tumores de mama, de pele, de mastócitos e sarcoma nos tecidos moles podem ser removidos cirurgicamente. Mesmo em situações que o câncer chega aos linfonodos, existem várias opções de tratamento (como quimioterapia) que podem ajudar na recuperação e aumentar a qualidade de vida do animal.

 

Fonte: Dogington Post

Comentários desativados.