É verdade que os cães suam pela língua?

cachorros suam língua

Não! Isso seria uma coisa bem esquisita! Os cachorros têm um sistema de resfriamento bem diferente do nosso. Nós humanos temos glândulas sudoríparas pelo corpo todo, a maior parte delas produz apenas água e sais, fazendo nosso corpo “esfriar” em dias quentes ou atividade física intensa.

Os cães também têm essas glândulas, ou seja, eles também suam. Só que não pelo corpo todo, na verdade, eles suam basicamente pelas patas (por isso o chão fica com pegadas em dias muito quentes). Mas como eles também precisam esfriar o corpo e as glândulas da pata não são suficientes, o método que encontraram foi a troca de calor. E eles fazem isso… arfando com a boca.

Quando colocam a língua para fora e ficam fazendo aquele “arf, arf”, os cães estão jogando o ar quente que está dentro deles para fora, e inspirando o ar mais frio do ambiente. É o mesmo princípio de esfriar uma sopa: você assopra, a sopa esfria. Os cães arfam, a língua esfria, o pulmão esfria, o corpo esfria. Além disso, eles têm um sistema complexo de isolamento térmico da cabeça, para proteger o cérebro de superaquecimento. Curioso, não?

Esse sistema de resfriamento é bastante eficiente na maioria dos cães, mas não muito nas raças braquicefálicas (focinho amassado). Por terem a traqueia muito estreita, cães como shih tzu, lhasa apso, buldogue, chow chow, pug, boxer, têm dificuldades para respirar e, logo, trocar o ar quente com eficiência. Famílias desses peludos com focinhos achatados devem tomar muito cuidado com crises de calor e dar bastante água para seus cães nos dias quentes.

 

Foto: ransomtech

Comentários desativados.