Vira-lata seguiu aventureiros por 40 km na Amazônia – e além!

Arthur vira lata corrida maratona 12

A Adventure Racing World Series é uma das corridas de aventura mais radicais e difíceis do mundo. Os times precisam percorrer quase 700 km de terrenos áridos e selva, passando por etapas a pé, de escalada, mountain bike e caiaque. Esse ano, um time terminou a corrida com um membro a mais: Arthur, um vira-lata.

Quando a equipe de quatro suecos Peak Performance encontrou Arthur no Equador, durante uma parada para jantar, ficaram com pena do cachorro e lhe deram uma almôndega, apenas para satisfazer sua fome. Foi o suficiente para ganharem a lealdade de Arthur pelos próximos 40 km de Amazônia selvagem e além.

O time achou que ele ia parar quando a coisa ficasse difícil, mas o pequeno companheiro passou com eles por etapas de lama, selva e rio. Quando chegaram à etapa última, de 59 km a caiaque, deixaram o cachorro com observadores na praia por orientação da organização da corrida – mas Arthur se soltou e foi nadando mar afora para alcançá-los. Os corredores perceberam que se para aquele pequeno valente a amizade valia tanto a ponto de correr o risco de se afogar, ele tinha que ir junto até no caiaque.

Arthur cruzou a linha de chegada com seus novos amigos e foi além. Mikael Lindnord, um dos membros da equipe, decidiu adotar o vira-lata: “Quase chorei na frente do computador quando recebi permissão do órgão de Agricultura sueco para levar Arthur comigo. Eu vim para o Equador buscando um título mundial, mas ganhei um novo amigo.”

E que amigo!

Arthur vira lata corrida maratona

Arthur vira lata corrida maratona 10 Arthur vira lata corrida maratona 11
Arthur vira lata corrida maratona  3 Arthur vira lata corrida maratona 2 Arthur vira lata corrida maratona 4 Arthur vira lata corrida maratona 5 Arthur vira lata corrida maratona 6 Arthur vira lata corrida maratona 7 Arthur vira lata corrida maratona 8 Arthur vira lata corrida maratona 9

1 Comentário