Por que os gatos mordem nosso cabelo?

Às vezes eles mordem, às vezes puxam ou até mastigam. Nem todos os gatos adquirem esse hábito, mas se este for o caso do seu miau, saiba que ele pode significar duas coisas: uma muito boa e uma muito ruim. Por isso, é importante identificar o porquê de ele fazer isso e, se for o pior dos casos, pensar como ajudá-lo.

 

Motivo 1: Amor

Entre gatos, lamber os pelos ou dar mordidas leves no outro é uma demonstração de carinho. É o que a mamãe faz com os bebês, num importante gesto de interação que o gato adulto repete apenas com aqueles gatos – ou humanos – que mais gosta. Isso ajuda os gatos a se manterem limpos em lugares difíceis de acessar e compartilharem seu cheirinho com o outro, criando uma identidade olfativa da família.

Como a nossa cabeça é onde temos mais pelos, e onde para eles é a região mais difícil de limpar sozinhos, eles podem decidir nos dar uma ajudinha para escová-los. Então se ele morde, lambe ou mastiga o seu cabelo, é motivo para se orgulhar: você está entre os preferidos dele, que ele considera verdadeiramente da família e faz questão de mostrar… do jeitinho dele ♥

 

Motivo 2: Stress

O segundo motivo é bem mais triste, porém muito mais raro. Por ser um gesto que faz o gato se sentir bem, ele pode desenvolver um compulsão por lamber ou morder seu cabelo, numa tentativa de se sentir melhor quando está estressado ou inseguro. Encare isso como um grito de ajuda! É como uma pessoa que fica compulsivamente roendo as unhas ou mordendo a ponta de um lápis quando está nervosa, é uma tentativa de aliviar o stress.

Com os gatos, isso pode ou não estar relacionado a outros problemas de comportamento e até de saúde, como a pica, o ato de mastigar coisas não comestíveis como plásticos ou tecidos (leia aqui), ou a lambedura excessiva (alopecia psicogênica), em que eles se lambem tanto que chegam a arrancar tufos do próprio pelo e machucar a pele a ponto de sangrar.

Como diferenciar?

Observando e, acima de tudo, sentindo o que seu gato está comunicando. Por usarem linguagens diferentes da nossa, pode ser difícil compreendê-los, mas com um pouco de atenção e dedicação é possível perceber se o gato faz isso com carinho, devagar, ou compulsivamente, com certa agressividade.

Preste atenção também no momento em que ele escolhe morder seu cabelo: vocês estavam relaxando juntos? Ele é um gato carinhoso no geral? Ele está saudável? Ele estava recebendo carinho? Então é muito provável que ele esteja só retribuindo seu gesto!

Outra questão a observar é o comportamento dele no geral, ele caminha confiante pela casa? Ou algum outro gato faz bullying com ele? Ele passa com segurança no meio do cômodo ou fica encolhido pelas paredes? Ele teve uma infância tranquila ou passou por traumas e separação precoce da mãe? Ele teve algum problema de saúde recentemente ou demonstrou mal estar?

Por fim, analise o ambiente. A casa tem estrutura para a quantidade de gatos que você tem? Existem lugares altos que o gato possa subir, tocas e tuneis para se esconder? Ele tem livre acesso à água, comida, caminha e brinquedinhos ou tem que competir com algum outro animal? Ele tem companhia de outro gato ou fica sozinho durante o dia? Aconteceu alguma mudança recente à qual ele pode não ter se adaptado?

O que fazer?

Se identificar que é um gesto de carinho, retribua! Seu miau merece!

Se chegar à conclusão que o comportamento pode estar sendo causado por stress, antes de mais nada é importante fazer um check-up no veterinário para ver se está tudo fisicamente bem. Depois, é hora de ajudar o gato a se sentir mais confiante: brinque com ele todos os dias, separe/reapresente a animais que podem estar fazendo bullying, aumente a quantidade de pratinhos/recursos, use florais ou ferormônios (Feliway), dê puzzles para ele se ocupar, adeque a casa para as necessidades dele com prateleiras, tocas e túneis e consulte um comportamentalista – é sempre bom ter ajuda profissional!

 

Fotos: hehaden, Bitch Cakes e Stephen Duncan

Comentários desativados.