O guia definitivo de como agradar seu gato

Já levou uma mordida enquanto agradava seu gato? Segundo a pesquisadora especialista em comportamento felino Lauren Finka, da Nottingham Trent University, a causa provavelmente é… que você estava agradando errado – e o gato simplesmente tentou te dizer isso.

Segundo Lauren, para nós, uma espécie altamente social, o carinho parece sempre bem vindo e podemos achar intuitivo saber agradar um animal. Mas não é bem assim, principalmente quando o assunto é gatos, que ainda têm muitos de seus instintos selvagens.

A pesquisadora aponta para o fato de que para os gatos, ao contrário do que para os hipersociais cachorros e humanos, “menos é mais” na maioria das vezes. Além disso, o agrado precisa focar nas regiões onde suas glândulas faciais estão localizadas (queixo, base da orelha, bochechas) e evitar regiões vulneráveis (barriga, costas e base da cauda).

Outro ponto importante é deixar o gato conduzir a sessão e identificar os sinais de contentamento, tensão ou de estar passando dos limites, sempre deixando o gato completamente livre. Para isso, Lauren elaborou um breve guia em formato de lista que disponibilizamos aqui (tradução Gatinho Branco, com autorização):

Sinais de que o gato está contente:

  • Manter a cauda erguida e escolher iniciar o contato.
  • Ronronar e amassar pãozinho em você com as patas da frente.
  • Balançar a cauda gentilmente de um lado para o outro, enquanto estiver erguida.
  • Postura e expressão facial relaxadas, orelhas erguidas para frente.
  • Dar-lhe uma cabeçada gentil quando você para de agradar.

Sinais de que o gato está descontente ou tenso:

  • Torcer, mexer ou virar a cara para longe de você.
  • Ficar quieto, sem ronronar ou se esfregar em você.
  • Piscar demais, balançar a cabeça ou o corpo ou lamber o nariz.
  • Se lamber em picos repentinos, rápidos e curtos.
  • Balançar, chicotear ou bater o rabo.
  • Orelhas retas para os lados ou viradas para trás.
  • Uma virada brusca da cabeça na sua direção ou da sua mão.
  • Morder, bater ou empurrar sua mão com a pata.
 

Com informações do The Conversation. Foto: Mr.TinDC

Comentários desativados.