Ajude seu gato a perder o medo de visitas

Se seu gato não conhece seus amigos porque toda vez que ouve a campainha ele se esconde, não se preocupe — você não está sozinho (a)! Grande parte dos gatos tem medo de pessoas desconhecidas, o que faz todo sentido, afinal, nem nós humanos íamos interpretar bem um estranho aparecendo na nossa sala, não é?

Porém, é possível sim minimizar essa situação e ajudar o gato a ficar mais confortável com seus amigos e parentes. O processo pode ser longo dependendo da personalidade do gato, então é necessário ter muita paciência para tudo ocorra no tempo dele, mas no geral o que você precisa fazer é bem simples!

  1. Evite a campainha

A campainha, o interfone, a batida na porta… seu gato sabe o que isso significa e já começa a sofrer antecipadamente. Para evitar que essa ansiedade se acumule, peça que as visitas te liguem ou mandem uma mensagem quando estiverem na porta do prédio ou na frente da sua casa. Assim, você pode encontrá-las fora de casa e entrar junto, poupando o gato também daquela barulheira na hora de se cumprimentar.

  1. Use incentivos

Quando for receber alguém, tenha em mãos um brinquedo de vara e alguns petiscos para mostrar ao gato que visitas podem ser legais. Mas não dê petiscos para um gato enfiado debaixo da cama ou atrás do fogão, isso só reforça o comportamento ruim! Coloque os petiscos perto, porém fora, do esconderijo — na frente da cama ou do sofá, por exemplo, assim o gato terá que sair para pegar a merecida recompensa.

  1. Peça a colaboração das visitas

Esta é a parte mais difícil, mas pense no quanto sua persistência pode ajudar seu gato a se sentir melhor! Explique a situação para as visitas e peça que ignorem completamente o gato, principalmente aquelas que falam alto ou que amam peludos e ficarão tentadas a interagir. O ideal é elas simplesmente fingirem que ele nem existe, sem sequer olhar para ele (lembre-se que a encarada é uma atitude muito ameaçadora para os animais).

  1. Enriqueça o ambiente

Como sempre, ter um ambiente enriquecido é útil também nesta situação. Se o gato se sente seguro caminhando pela sala, por dentro de túneis ou de cima de prateleiras, ele tem mais chances de criar coragem e ir espiar quem chegou. Por outro lado, se ele for obrigado a caminhar totalmente exposto e visível, sem “proteção”, provavelmente vai preferir continuar escondido.

  1. Ferormônios, florais e suplementos

Por fim, se seu gato for realmente muito assustado ou traumatizado, é bom buscar uma ajudinha extra dos ferormônios, florais ou suplementos. Ferormônios são odores liberados pelo animal como forma de se comunicar com outros de sua espécie, e uma das coisas que ferormônios podem comunicar é segurança. A única marca disponível no Brasil é a Feliway, da Ceva, que tem conseguido resultados muito bons.

Outra opção são os suplementos, como o Calmyn Cat, cujas componentes incentivam a produção de serotonina, que aumenta a sensação de bem-estar e tranquilidade; consulte o veterinário para saber qual a opção adequada para o seu peludo. Por fim, vale investir em florais, que você encontra em pet shops, saiba mais sobre eles aqui. E lembre-se que tanto o Feliway quanto o floral ou suplemento devem ser administrados com antecedência, podendo começar dias antes das visitas chegarem.

 

O QUE NÃO FAZER, NUNCA!

O que você jamais deve fazer é forçar o gato! Nunca pegue-o no colo e leve até as visitas, nunca puxe-o de debaixo da cama, não prenda-o no cômodo onde estão as pessoas. Deixe que ele fique onde se sente seguro e que ele decida se/quando irá interagir. Forçar um gato só irá traumatizá-lo ainda mais, principalmente numa situação de medo.

Evite também agir diferente ou com dó perto dele, pois ele pode interpretar isso como um sinal de que realmente tem algo errado (afinal, por que você estaria falando estranho se está tudo normal e bem?). Também não incentive o comportamento de medo e não agrade-o quando ele está escondido, isso só serve de reforço para a atitude indesejada. O que mais irá tranquiliza-lo é você agir normalmente, para que ele entenda que nada de ruim está acontecendo!

 

Foto: Kitty Mao

Comentários desativados.