Por que parece que alguns gatos usam meias?

Sejam chamadas de meinhas, luvinhas ou botinhas, as patas brancas são um dos (muitos) charmes irresistíveis dos gatos. E, de fato, as manchas brancas são tão perfeitas que parecem mesmo meias ou botas, ou um terno, ou uma capa e máscara de Batman. Como sempre, essa perfeição da natureza dos frajolas tem uma explicação fascinante.

 

O GENE DE MANCHAS BRANCAS

A cor preta ou laranja de um gato é definida por um gene ligado ao sexo e você pode ler mais sobre isso aqui. Já o branco é determinado por outros genes, dentre eles o de manchas brancas, representado por S/s, também chamado de gene do piebaldismo.

Piebaldismo é uma mutação genética que causa um espalhamento desigual das células de cor (melanócitos) pelo corpo, o que quer dizer que a cor “não chega” em alguns pontos, resultando nas manchas brancas dos animais e até raros humanos (já viu alguém que tem mechas naturais no cabelo? Então!).

O que a o gene S/s faz é basicamente determinar a “força” das manchas brancas. Ou seja, um gato com dois s minúsculos (ss) não tem manchas brancas e será totalmente preto ou laranja (a não ser que outro gene interfira, como o de albinismo, mas isso é outra história).

No outro extremo, com dois S maiúsculos (SS), estão os gatos que tem o gene de manchas brancas muito forte e apresentam cor só no rabinho e no topo da cabeça (pelagem van). E é claro que entre o ss e o SS, existem infinitas variações de frajolinhas.

 

AS MEIAS E COMO A COR SE ESPALHA

E as meias com tudo isso? Bem, primeiro que para ter meias o gato precisa ter genes Ss, já que o ss não tem manchas e o SS tem a maior parte do corpo branca. Sendo Ss, a cor do gato vai se espalhar pelo corpo quando ele ainda está na barriga da mamãe – e isso acontece da coluna para as patas.

Assim, as partes perto da coluna são as primeiras a receber cor, e as patas… as últimas. Logo, se o gene de manchas brancas for fraquinho, a cor só não consegue chegar na ponta das patinhas e o gato fica, tcharam, de meias! (Ou botinhas… )

Depois da coluna (“manto” ou “capa”), a cor se espalharia pelo pescoço, barriga e focinho. Se o gato tem genética Ss, entretanto, acaba ficando “de terno”.
 

E A COR DA PELE?

Quem tem gatinhos com pelos manchados já deve ter percebido que a pele deles também é manchada, ou seja, ela também é afetada pelo gene de piebaldismo. Isso fica mais evidente nas partes com menos pelo, as almofadinhas da pata, orelhas e nariz. E mais ainda, como você pode imaginar, num sphynx.

Este sphynx seria Ss e teria o focinho branco, porém o topo da cabeça e a capa pretos.
 

Fotos: Shona Fish, hehaden e Dmitriy Fomin.

Comentários desativados.