Como fazer o gato se acostumar à escovação dos pêlos

Como fazer o gato se acostumar a escovar os pelos

“É impossível escovar meu gato! Olha os arranhões na minha mão! Não tem mais jeito.”

Parece familiar? É porque essa situação é realmente muito comum. Muitos gatos simplesmente desaparecem só de ver a escova. E diante da dificuldade, a família acaba desistindo. Mas a escovação é um cuidado básico que todo gato precisa (ok, um sphynx não, mas todos os outros sim).

 

A escovação regular…

  • remove pêlos soltos evitando problemas por conta de bolas de pêlos
  • estimula a circulação sanguínea
  • evita formação de nós
  • distribui a oleosidade natural pelo corpo todo mantendo-o saudável
  • retira sujeiras e parasitas
  • diminui a quantidade de pêlos soltos nas suas roupas e móveis

 

E, sim, é possível fazer seu gato adorar a escova! Muitas vezes, o gato até ronrona e dorme – e a coisa toda vira uma verdadeira terapia de massagem e limpeza. Não importa a idade, o importante é começar aos poucos.

Escolha um momento do dia em que o gato está relaxado e passe sua mão algumas vezes pelas costas dele. Se ele continuar tranqüilo, passe a escova uma, duas vezes enquanto lhe dá um super petisco e saia de perto. Só isso basta no primeiro dia.

No dia seguinte, aumente um pouquinho o tempo, sempre associando o passar da escova a uma coisa boa (comida). No começo, evite o rosto, a barriga e as patas, que incomodam mais. Essas partes devem ser introduzidas aos poucos.

Se em qualquer momento o gato começar a agitar o rabo, pare imediatamente. Ele está ficando nervoso! É muito importante que ele esteja tranqüilo e aproveitando a sessão, para que ele não associe a escova a nada de ruim. Se ele quiser sair de perto, deixe! Segurá-lo e forçar a escovação só pioram o nervosismo dele.

Com o tempo, ele vai ficar cada vez mais confortável. Persas e gatos de pêlos longos precisam de escovação diária; mas para os de pêlo curto é suficiente uma vez por semana, então diminua a freqüência dos “treinos” aos poucos. Mantenha os petiscos por um tempo e retire-os gradativamente também. Pronto, agora seu gato pode ficar saudável, contente e relaxado!

 

Foto: Marlana Shipley

2 Comentários