O que são práticas cat friendly?

As práticas cat friendly (amigas do gato) são uma série de recomendações para tornar o tempo no veterinário menos traumático para gatos e seus familiares humanos, ao mesmo tempo em que garantem um atendimento de qualidade específico para felinos.

 

Qual a vantagem?

A escolha de um bom veterinário é fundamental para a saúde do animal e em casos emergenciais fazem a diferente entre a vida e morte. Porém, muitas clínicas não têm o conhecimento específico e tratam gatos como cães pequenos. Mas gatos não são cães pequenos! Eles têm necessidades e naturezas completamente diferentes!

Assim, a vantagem de levar seu gatinho em uma clínica cat friendly é garantir que ele receba o atendimento adequado para a espécie dele, da forma menos estressante o possível. Afinal, não levamos crianças para consultas em geriatras e nem homens em ginecologistas, não é mesmo? Especialidades existem por excelentes motivos.

 

Quais são e o que esperar?

As práticas cat friendly englobam diferentes áreas e aspectos da clínica, dentre eles as instalações, preparo e atualização da equipe, equipamento e instrumentos, manipulação do gatinho, comunicação com a família, anestesia, internação, exames. Alguns exemplos importantes a observar são:

  • Equipe atualizada com conhecimento específico sobre felinos, sabendo identificar a linguagem do gato e manipulá-lo de forma a minimizar o stress (por exemplo, sem contenção excessiva nem segurar pelo cangote – leia sobre isso aqui).
  • Oferecer informações para o humano sobre cuidados com saúde, comportamento e ambiente, inclusive como minimizar o stress nas viagens de carro e consultas (leia aqui dicas sobre isso).
  • Sala de espera sem cães, de preferência com separações para um gato não ter contato com outro e um local acima do nível do chão para colocar a caixa de transporte e o gato se sentir mais seguro.
  • Ambiente limpo e higiênico que minimize o impacto negativo de luzes, odores e barulhos.
  • Internação com o mínimo de contato (inclusive visual) com outros gatos, longe ou, de preferência, separada de cães.

Para ler todas as especificações detalhadas no site oficial, clique aqui (em inglês).

 

Quem determinou essas práticas?

Elas foram estabelecidas a nível global pela American Association of Feline Practitioners (AAFP, Associação Americana de Veterinários de Gato) e a International Society for Feline Medicine (ISFM, Sociedade Internacional de Medicina Felina), que emitem certificados para clínicas do mundo todo. Você pode buscar clínicas brasileiras certificadas aqui.

 

A clínica precisa ser certificada?

Não! Existem excelentes veterinários que não se preocupam em ter a certificação. Mas é importante que você conheça as práticas cat friendly para observar se o profissional escolhido oferece um atendimento adequado para o seu gato ou se está tratando-o como um cachorro pequeno. Lembre-se do homem no ginecologista!

 

Foto: webchicken

Comentários desativados.