Os ruídos da tecnologia que apenas seu gato ouve

Nós sabemos que cada espécie percebe o mundo de uma forma particular. Sabemos que os gatos enxergam luzes que nós não enxergamos, sentem vibrações que nós ignoramos e odores que nós não percebemos. Porém, nem sempre pensamos como o nosso ambiente pode afetá-los — e algo que está bem na nossa frente neste exato momento pode transformar a casa num lugar muito desconfortável para eles: a tecnologia.

Dispositivos elétricos, da luz à geladeira e televisão, emitem ruídos que estão fora do espectro de frequência que nós ouvimos, ou seja, no chamado ultrassom. Para os gatos, porém, ultrassom não tem nada de ultra… para eles é apenas “som”, um barulho como outro qualquer.

Humanos escutam frequências de 31 a 19.000 hertz. Os gatos escutam até 77.000 hertz, 58 mil hertz a mais que nós. Um item que exemplifica bem essa diferença é aquele famoso apito para cães: nós podemos assoprar quão forte for e não ouvimos nada, já os cães (e gatos) treinados respondem imediatamente.

Pois o mesmo acontece com os aparelhos elétricos. A televisão, por exemplo, emite ruídos sonoros constantemente — e pode ser que seu gato escute esses ruídos o tempo todo. É como se ele tivesse que conviver constantemente com um zumbido no ouvido.

Ou talvez o alarme de um carro disparado. A questão é que não sabemos o quanto esses ruídos da tecnologia podem incomodar os animais, o quanto eles conseguem se adaptar ou o quanto realmente a coisa está mais para um alarme disparado do que um zumbido.

De qualquer forma, se você já tentou dormir tanto com zumbido quanto um alarme incessante, sabe o quanto isso pode ser enlouquecedor. Por isso, até que a ciência consiga nos dar ao mínimo uma noção de como é conviver com a tecnologia para eles, é justo pensarmos em como reduzir os ruídos em casa. Afinal, a casa é dos gatos também.

Uma das formas de fazer isso é apagar as luzes e retirar os aparelhos da tomada quando não estão em uso (o que tem o benefício extra de poupar energia), incluindo televisão, aparelho de som, computador e até o carregador de celular.

Outra opção é criar um ambiente sem eletrônicos por perto e/ou afastar as caminhas e arranhadores dos aparelhos elétricos, o que também ajuda a evitar acidentes com fios mastigados e coisas tombando no chão.

Também é válido lembrar que mesmo os sons que nós de fato ouvimos podem ser muito mais altos para os ouvidos sensíveis de um gato. A geladeira e as máquinas de lavar são bons exemplos, assim, pode ser uma boa ideia fechar a porta da lavanderia quando lavar roupas ou a da cozinha durante a noite.

 

Foto: Sugarfoot67

Comentários desativados.