Seu gato sabe como você está se sentindo

Seu gato sabe como você está se sentindo emocoes

Você teve um dia difícil, algo de ruim aconteceu, você assistiu um daqueles filmes que deixa a gente aos prantos… De repente, o gato muda de comportamento. Ele pode subir no seu colo, ronronar na sua barriga, cheirar seu rosto ou só sentar do seu lado para mostrar que ele está ali para você. Isso quer dizer que… ele sabe como você se sente?

Pois sim, ele sabe, e provavelmente até melhor do que você mesmo! Os gatos são extremamente sensíveis às nossas emoções. Por não dependerem da linguagem verbal como nós, eles aprenderam a interpretar muitos outros sinais, como nossa linguagem corporal, nosso tom de voz, nosso olhar, nosso cheiro e até a nossa energia.

Surpreendentemente, da mesma forma como nós estudamos o comportamento da espécie deles, eles estudam o comportamento da nossa. Uma pesquisa da universidade de Okland [1] mostrou que os gatos sabem ler nossas expressões faciais e preferem interagir com pessoas que estão sorrindo do que com pessoas que estão franzindo a testa.

Não só por conviverem conosco e gostarem da nossa companhia, eles precisam aprender a ler emoções (e até intenções) de outras espécies por questões de sobrevivência também. Um animal precisa saber interpretar se outro está se aproximando para ataca-lo ou não. O que, para nossos gatinhos domésticos, significa perceber se estamos chegando para dar um petisco ou um remédio (e, realmente, eles sempre sabem!).

Também no âmbito da sobrevivência, eles aprendem a ler nossa reação a algo estranho para saber se aquilo é perigoso ou não. Em outra pesquisa [2], gatos foram colocados com seus humanos em uma sala com um ventilador com fitas e descobriu-se que 79% dos peludos olhavam para os humanos antes de decidir se aquilo era uma ameaça ou não: se o humano tivesse relaxado, eles ficavam relaxados; se o humano estivesse com medo, eles ficavam com medo.

Porém, essa percepção aguçada pode ter um lado ruim. Por sentirem o que nós sentimos e terem conosco uma forte conexão emocional, os gatos podem ser afetados pelos nossos sentimentos ruins. Isso significa que quando você está passando por um período de stress, seu gato pode acabar ficando estressado também. O mesmo vale para períodos de ansiedade, nervoso, raiva.

Felizmente, eles também captam as coisas boas e, se você conseguir relaxar e ficar bem, seu gato pode relaxar e ficar bem com você. Isso é especialmente verdade quando vocês interagem de forma positiva, seja com brincadeiras, agrado, uma massagem, ouvindo música ou só ficarem juntos assistindo um filme divertido.

Então da próxima vez que você se sentir mal e o gato deitar no seu colo, lembre-se que não é por acaso, ele sabe que você está triste — e quer que você saiba que ele está ali com você.

 

Foto: Michael Broad

[1] Fonte: Animal Cognition; [2] Fonte: Scientific American

Comentários desativados.